segunda-feira, 30 de junho de 2008

Momento Publicitário II


Também tenho direito ao meu momento de publicidade. Se a virem em Guimarães, calma, não estranhem, digam-lhe que eu lhe mando um beijo...e mais não digo! :p

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Momento publicitário


Upgrade no meu portfólio internacional: já conta com gente famosa.
(Não fosse eu tão puritana e até já podia ter descendentes deste homem!)

A última aventura em que me fui meter...


A Associação dos Escoteiros de Portugal (AEP), a Intercultura – AFS Portugal e a Associação Juvemedia, com o apoio do Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI), estão a desenvolver o Expresso das Nações, uma iniciativa que se enquadra no Ano Europeu do Diálogo Intercultural.

De 24 a 29 de Junho, 120 jovens, de diversas nacionalidades e origens culturais, terão oportunidade de visitar algumas cidades em Portugal enquanto promovem a convivência através do diálogo intercultural. O “Expresso das Nações” será a “casa” dos participantes durante 6 dias, naquela que é uma iniciativa inovadora, na medida em que conjuga a mobilidade e o intercâmbio cultural.
O “Expresso das Nações” levará o grupo de comboio até ao Porto, parando em Óbidos, Leiria e Aveiro. O regresso terá uma paragem na Figueira da Foz, onde o grupo trocará de “casa” para se dirigir a Lisboa por mar, num veleiro. Durante a viagem os jovens, entre os 14 e os 17 anos, abrangidos por projectos de instituições juvenis, a nível nacional e local, como associações de imigrantes e agrupamentos de escolas, dormirão no comboio e terão a oportunidade de participar em inúmeras actividades lúdicas, visitas turísticas, debates, jogos e animação cultural.

Confesso que estou com um bocado de medo de enfrentar este desafio (vou sozinha)...

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Este homem não pára

É incrível este senhor, e é incrível o que faz por uma cervejola, ou por dinheiro! Os gajos que fizeram isto com ele também não podem bater bem da pinha, mas pronto...que dá para rir dá, e ele só faz isto porque quer! Vejam lá isto. Vitóóóória!



E agora, o vídeo para o seu pai...

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Dissertação sobre os afectos

No meio de gargalhadas, a empregada de limpeza aqui da gazeta informou-nos que o marido está “muito mal”.
Senhora redonda, farta de carnes, cabelo armado e pintado em tom cobre. Chegou bem disposta, pela manhã, para receber um cheque e dizer que “as escadas estão a precisar de ser limpas”.
Nos momentos em que esperava, rejubilante, pelo dinheiro que não tardaria em chegar às suas mãos, contou as aflições que parecem não afligi-la. “Estou de férias, mas tenho que ir para casa porque o meu marido está muito mal. Tem um mal na garganta. Não come, está um pau de virar tripas”.
Fizemos aquela expressão macambúzia que é suposto aparentar nestas alturas, mas a senhora logo nos surpreendeu com o lado feliz da tragédia. “Eu sei que ele vai morrer, mas eu não quero que ele vá já, quero que dure até Julho. Nessa altura vem o subsídio de férias dos reformados. Inda são 80 contos, temos que ser realistas”.
Fitei aquela mulher de unhas vermelhas com o verniz desbotado e pensei “carago, porquê que tudo me prova que o amor (ou o que quer que justifique uma relação a dois) tem necessariamente os dias contados, ou é pelo menos oportunista”?!

terça-feira, 17 de junho de 2008

"O Outro Pé da Sereia", Mia Couto

Para Alexandra, Suse e Fábio... (meus viajantes!)

"A viagem não começa quando se percorrem distâncias, mas quando se atravessam as nossas fronteiras interiores.
A viagem acontece quando acordamos fora do corpo, longe do último lugar onde podemos ter casa".

É incrível como este livro nos chama à realidade dos nossos sonhos...

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Cidadã do Mundo... e de Guimarães!

Cada vez mais me sinto uma cidadã do mundo, e não da pátria portuguesa…
Para choque de alguns, aceitaria até ser espanhola em nome da qualidade de vida, e não uma portuguesa pobretanas que tem como único consolo o orgulho nacional.
Mas, mais do que isso, penso que pertencer a todo o mundo e não só a um país faz todo o sentido por uma razão: LIBERDADE!
Esta semana, mais uma coisa veio confirmar este sentimento que me persegue há tanto tempo. A Yucnary é uma jovem colombiana que só conseguiu vir para Espanha porque tem um visto de estudante. Azar do caraças, apaixonou-se por um espanhol! Agora, numa altura em que a estadia por terras espanholas tem os dias contados, a possibilidade de ficar ao lado da pessoa de quem gosta é quase nula… É colombiana (logo, com grande probabilidade de ser traficante de droga) e, por isso, não pode estar em Espanha, como turista, por mais de 15 dias. Procurar trabalho, com um visto de estudante, também é tarefa impossível: só lhe é permitido, por lei, ter um trabalho em part-time, o que não lhe dá a possibilidade de conseguir um visto de trabalho. Bem, acho que lhe resta casar-se… embora isso não faça parte dos seus planos!
Isto deixa-me a pensar… Eu, que ainda tenho tanto mundo para conhecer, gostaria de ter a liberdade de poder ficar onde quero, quanto tempo quiser. Refira-se que, para já, isto é só filosofia, porque ainda não me debrucei sobre questões políticas.
E, numa altura em que ando pr’aqui a torcer pela selecção nacional, não me quero esquecer que há valores mais altos do que o patriotismo, e que teremos muito a perder se quisermos só para nós o nosso pequeno pedaço de terra, à beira mar plantado!
Há no entanto algo que me ultrapassa, a paixão por Guimarães. Como dizia o jogador de voleibol do Vitória, Allan Cocato, “tenho a nacionalidade portuguesa, mas sinto-me mais vimaranense do que português”.

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Suse já merecias...

sei que hoje te andaram a dar cabo da cabeça, por isso respira fundo antes de veres... ;)

video

terça-feira, 3 de junho de 2008

A nossa "casa"

Bom voltar... Foi "hilário"!